Welcome to our site

welcome text --- Nam sed nisl justo. Duis ornare nulla at lectus varius sodales quis non eros. Proin sollicitudin tincidunt augue eu pharetra. Nulla nec magna mi, eget volutpat augue. Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Integer tincidunt iaculis risus, non placerat arcu molestie in.

Tédio

sábado, 27 de fevereiro de 2010



Estava revirando as comunidades que eu participo no orkut e senti uma vontade muito forte de escrever. Primeiro porque um tédio arrepiante me subiu à cabeça. Segundo, eu acabei de ficar só em casa (amo ficar só em casa, acho que penso e fico melhor assim). Então, vamos ao trabalho!

Eu queria postar hoje sobre um tema muito vivente na minha vida: O Tédio que um adolescente sente todos os dias. Quando vem é avassalador, não é? :D Eu mesmo não aguento ficar sem fazer nada. Uma simples televisão ou internet não me contentam, tenho que fazer algo interessante. Uma dessas atividades é escrever e como dizia Clarice Lispector: "Escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida." Um adolescente é muito complexo. Nós não ligamos para noções e falamos o que bem entendemos. Minha mãe, meu pai, meus irmãos não me entendem, só lamento por eles... Nós precisamos que ser entendidos à medida que vamos nos desenvolvendo mentalmente. Eu, por exemplo, não gosto de muitas pessoas e de festas tumultuadas. Prefiro ficar em casa: estudando, lendo revistas legais e outras coisas interessantes do que ver gente. Ninguém me entende o motivo de eu ser assim, dessa forma. Acham que sou emo, excluído, esquisito e etc e tals.

Isso é revoltante. Você não é entendido e acabam tomando bruscas conclusões de você. Falta estímulo para, também, compreender essas pessoas que nos falam.

A nossa cabeça fica totalmente modificada: a todo momento estamos criticando, tomando conclusões (mesmo que sendo precipitadas), mudando nossas formas de pensar sobre tudo todos os dias e por aí vai. Só mesmo Freud para entender um adolescente. Mas, de tudo, vivemos sempre na ânsia de ser feliz e procuramos todos os dias a felicidade, onde quer que esteja. Ah, e que adolescência, hein! Quando deixar de ser um, vou sentir muitíssimas saudades eternas :) Adolescência: a etapa da vida onde se descobre verdadeiramente a própria vida.

Tédio, tédio, tédio... o pensamento e sentimento número um do adolescente. Do revolucionário adolescente. Viva ao tédio!

Abraços do Toim (:

14 comentários:

Victor disse...

Belo texto, parabéns!!!

Pedro Novaes disse...

Ótimo texto, parabéns pelo seu blog!!

Ahh por acaso tbm escrevi algo sobre esse monstro que é o tédio!! É o segundo post...

http://pedrolusi.blogspot.com/

Marcelo Nataraj disse...

Por que vc é revoltado?!?!? u gury de 15 anos desse jeito??! estranho!?!?!? mas seu blog é blz abração

Pâmela Rosa disse...

Ótimo, falou tudo! Esse texto sou eu adolescente purinha...rs
Mas deixo a dica pra vc. Aproveite esse momento único! Não sei se com vc tbm é assim, ma as emoções da vida são sempre bem acompanhadas de desafios e decepções, que nos ajudam a nos reconhecermos em meio a todo esse cotidiano tão banal. Invista pesado em tudo isso... em poucos anos vc desejará reviver intensamente cada um desses detalhes tão irritantes.

Abraço!

Garoto Mal Intencionado. disse...

A adolescência é a fase em que o ser humano entra em contato com o mundo. A maioria dos adultos não sabem viver como os adolescentes. Tedio é algo normal, e como você disse, é bom para que possamos fazer coisas interessantes, como escrever. Eu também adoro escrever. É como se ficasse parte de minha alma em meus textos. Acho que no seu casao é o mesmo, ja que li seu texto e me transportei para o seu mundo.

Larissa disse...

/fato man, nada pior que o tedio D:

Lauana Gomiero disse...

Adorei o post, o que escreveste, o blog em geral. Estas de parabéns!

Obs: Tudo tende ao tédio! xD

Kennedy ! disse...

Não quero diminuir seu sofrimento, mas, tédio é a ultima coisa que eu sinto. Faço duas faculdades, uma pela parte da manhã e atarde, a outra é anoite. Não tenho tempo pra sentir nada disso e, cara, conselho ? Faz alguma coisa que te engrandeça pra cobrir isso, se te faz mal.

Blog bom, até mais.

mulherices disse...

Amiguinho, tenho uma má notícia pra vc: "tédio" não é exclusividade de adolescentes, não...

Cyrlene Duarte disse...

Domingo é um Tédio

Anônimo disse...

Deus! Piranha! Cara feia que vc é.

Anônimo disse...

Você não gosta de ir em festas e frequentar lugares com muitas pessoas porque é introvertido.

http://www.theatlantic.com/magazine/archive/2003/03/caring-for-your-introvert/2696/

Leia esse artigo (se não souber inglês, peça pra alguém traduzi-lo pra você), porque você vai perceber rápido que não está sozinho no mundo.

Dani Ogata disse...

É Marlos, o tédio é algo que vem sempre em algum momento da nossa vida. Antigamente não sabia o que era isso, porém hoje sei muito bem o que é. E é assim, do jeito que você falou.. Me fez ver certas coisas que eu nem sabia. Foi ótimo viu?! Continue assim! :)

Anônimo disse...

eu te entendo porque sou como vc,não gosto de sair de casa e amo escrever!gostei do seu texto parabens!!!1

Postar um comentário